InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Stoya Anchises (Afrodite)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Stoya Anchises

avatar

Feminino Apelido : Stoy
Idade : 46
Mensagens : 1314

MensagemAssunto: Stoya Anchises (Afrodite)   Ter Fev 23, 2010 2:55 pm

Player
  • Nome: Fabrízio Franco
  • Outros personagens: Lawrence Ballard e Maply

    Informações Básicas

  • Nome: Stoya Anchises
  • Apelido: Stoy
  • Filho de Afrodite
  • Sexo: Feminino
  • Local de Nascimento: Northampton, Massachusetts
  • Data de Nascimento: 19 de Setembro de 1992
  • Estado Civil: Solteira

    Meio-Sangue

  • Poderes especiais: Conseguem excitar sexualmente outra pessoa com apenas um toque.
  • Arma Mágica: Não tem nenhuma, mas ela mesmo já diz que sua beleza é uma arma.

    Família

  • Progenitor Mortal: Claxton “V-Clay” Anchises começou a carreira como ajudante de câmera num estúdio publicitário, e gravava comerciais para o comércio local. Certo dia, convidado por amigo, participou da gravação de um filme pornô. Os anos passaram, ele abriu sua própria empresa, anos passaram e logo ele era dono da gigantesca Vouyer Entertainment Group (VEG).

    A VEG é uma das maiores empresas de filme pornô dos Estados Unidos, tendo contrato de exclusividade com grandes estrelas do ramo. Realiza filmes heteros e gays convencionais, sendo oito filmes ganhadores do AVN Awards, V-Clay mesmo ganhou duas vezes como diretor.

    Quando tinha 33 anos, já no auge da carreira, conheceu uma atriz que mudaria sua vida...

  • União: Estava num dos constantes e semanais processo de seleção de atrizes. Normalmente, pedia para elas virem com uma roupa sexy. Depois mandava elas tirarem a roupa, na qual ele e um dos diretores do próximo filme julgava o corpo da garota. Algumas vezes pedia para ela se mastubar-se ou chamavam um ator para ver a atuação dela. Apesar de tudo era algo bem mecanico e algumas vezes V-Clay fazia com enorme tédio.

    Até que uma atriz apareceu que na ficha estava escrita Pandemis. Era jovem, e era o ser mais lindo que V-Clay já tinha visto. Pediu envergonhado, pela primeira vez na vida, para tal maravilhosa mulher tirasse a roupa. E foi estoteante, e pela primeira vez na sua carreira ele quis ele mesmo fazer o teste "do sofá" com uma das atrizes. Ela não pareceu se importar ou melhor, ela até preferiu.

    Mandou todos para fora da sala e ficou sozinho com "Pan". Quando terminou saiu da sala exausto, feliz, mas muito cansado e abatido, e ficou muito surpreso que esteve no seu escritório por 7 dias. Quando voltou para procurar a atriz, ela tinha sumido. Ele nunca a esqueceu.. fez cinco filmes "Sete Noites com Pandemis", "Sonhos de Pandemis", "Eu amo Pandemis", "Minha Deusa, Pandemis" e "Um homem para Pandemis". Tais filmes eram considerados como premiações dentro da VEG, a atriz mais bonita interpretaria Pandemis. Mas para V-Clay nenhuma seria tão bela quanto.

    Um ano depois, uma cesta estava na cama de V-Clay, era um bebe. E sem nada dizendo, ele sabia que aquela menininha era sua filha e de Pandemis.

  • Outros parentes: Jennifer Marie Anchises é mãe de Claxton e avó de Stoya. Ela sempre apoiou o filho em todos os aspectos da vida dele, e mesmo como empresário da indústria pornô ela ajudou. Trabalha na contabilidade e jurídico da empresa até hoje. Mas depois do nascimento de Stoya, foi a vó Jenna que mais ajudou a cria-la.


    Biografia

    A lembrança mais antiga de Stoya foi com sete anos, estava sentada no sofá, assistindo “As Meninas Superpoderosas”, quando na frente dela passou três mulheres vestindo apenas biquini e entraram no escritório do pai. Sua vó passou logo atrás, e Stoya perguntou quem eram elas, e ela explicou que eram atrizes do papai, a menina apenas respondeu: “Fala para ele escolher a Docinho, é a mais bonita”, referindo a atriz morena que passou.

    Quando tinha 12 anos, ela já andava nos estúdios do pai livramente. A única regra era não estar nas horas das filmagens envolvendo homens, Stoya achava uma babaquice tal regra, mas obedecia o pai. Mas tirando isso ajudava escolher as atrizes, até inventava histórias para os roteiros dos vídeos.
    Apesar de não ter mãe, e sua vó cumprir bem o papel, ela tem várias atrizes que adoravam a menina e cuidavam, brincava com ela.

  • Descoberta: Ela descobriu cedo que era uma Meia-Sangue, por volta dos 8 anos. Certo dia, Stoya conheceu uma mulher muito bonita, e madura, chamada apenas de Safo. Ela foi contratada como diretora e roteiristas dos filmes lésbicos da VEG. Assim como com as outras atrizes, Stoya ficou muito amiga da mulher. Um dia estava filmando o filme “Escola de Lesbo”, e Stoya achou estranho três atrizes andarem nuas no lado de fora do estúdio, e contou para Safo.

    Safo desconfiou e chamou as atrizes, e perguntou para o câmera o que elas vestiam, e ele disse que estavam de sexy lingeries, mas Stoya insistia que elas estavam nuas. Isso confirmou o que Safo desconfiava. Então chamou a menina e contou tudo o que sabia. Safo era filha de Afrodite, e abençoada pelos deuses tornou-se a Décima Musa, a musa do erotismo. E aquelas atrizes na verdade eram as Graças de Afrodite, suas seguidoras leais que representavam o amor e o sexo na arte. E elas estavam sempre nuas, mesmo que a Névoa cobrisse isso aos mortais.

    Safo não sabia que filho era Stoya, mas descofiava que podia ser Afrodite como ela. Contou para o Acampamento, e pediu para ela ir no verão. Juntas conversaram com o pai que não acreditou no começou mas depois começou aceitar.

    Stoya ficou o primeiro verão no chalé de Hermes, pois não sabia de quem era filha, mas ela mesmo não achava tão inteligente para ser filha de Atena, e tinha nojo de terra e minhocas para ser de Deméter. No verão, seguinte uma concha gigante surgiu nos pés de Stoya durante seu primeiro beijo na boca com um menino filho de Apolo. Todos reconheceram o sinal como sendo filha de Afrodite.

    No resto do tempo, durante as épocas de aula, Safo e as graças Aglaea, Euphrosyne e Thalia, tomavam conta de Stoya contra os monstros. Como a aparição do minotauro quando Stoya tinha 11 anos ou uma quimera no ano seguinte.

  • Vida de Campista:

    No começo, só os outros filhos de Afrodite importavam, andava só com eles, seu mundo resumia aos seu meio-irmãos. Gostavam de pontuar quais filhos de Apolo ou Dionísio, quem valia ficar, com quem transariam, etc. Embora Stoya com 14 anos, nunca tinha transado com ninguém.

    Num dos jogos de Rouba Bandeira, torceu o pé e foi levado para enfermaria por um filho de Atena. Nunca tinha reparado nele, mas achou ele tão fofo que começaram ficar, e Stoya pela primeira vez tomou gosto de ter um namorado. E decidiu que seria com ele que faria amor pela primeira vez, e adorou.

    Durante o ano letivo, ele foi visita-la algumas vezes, e ela foi nos feriados no acampamento. Este namoro a distância durou quase um ano. Mas um fato que aconteceu logo que fez 15 anos fez mudar de ideias.

  • Vida de Mortal: Quando tinha 15 anos, e estava na Williston School, uma cara escola particular, e pensava ser diretora como o pai, por isso era do Clube do Vídeo. E apesar de ser chamada várias vezes sempre recusou ser cheerleader. Um dia voltava da escola e encontrou uma das suas amigas-atrizes, a famosa Hillary Scott estava conversando com um homem que Stoya nunca tinha visto antes, ele foi apresentando como Tommy Priapus.

    Priapus reconheceu imediatamente Stoya como meia-sangue, já que eram meio-irmãos, Priapus na verdade era filho de Afrodite com Dionísio. Mas ele sempre odiara os deuses pois mesmo sendo um foi expulso do Olímpio pela sua aparência física e sua natureza pervertida.

    A atriz saiu para uma gravação, e então Tommy começou perturbar Stoya, e abriu o roupão que usava mostrando o enorme pênis. Mas a garota não importou-se e começou a provoca-lo também. Até que encostou nele e sem querer um poder de Afrodite foi ativado, piorando a situação, isso o deixou louco. Ele quase tentou estuprar a menina. Mas no exato momento que ele iria consumar o ato, um enorme blarir o broxou.

    Então apareceu um sátiro chamado por Safo, ele estava rindo: “Priapus sempre teve problemas com som de bodes, cabras, jumentos e tal”. Mesmo assim a situação deixou Stoya com muito medo, e levemente traumatizada. E como Priapus sumira, e podia voltar qualquer momento, Stoya decidiu ir para o acampamento de vez e só voltar quando tivesse pronta para enfrentá-lo.

    Entre outras coisas que fez na volta foi terminar com Larry, seu namorado filho de Atena, e começar treinar para valer nas aulas de combate.

  • Missões: Só uma missão importa e só realizará quando tiver preparada, ou quando Oráculo assim disser que é a hora: Caçar Priapus.

    Físico


  • Altura: 1,57 cm
  • Peso: 47 kg.
  • Cor dos Olhos: Castanhos Claros
  • Cor do Cabelo: Pretos
  • Corpo: Baixinha, magra, peitos avantajados. Ela tem uma mistura de beleza inocente com algo de safada escondida. Tem uma pinta ao lado da boca, mas colocou ano passado um piercing em cima dele, o que dá um contraste interessante entre a mancha da pele e o metal.
  • Vestimenta comum: Ela é extravagante. Usa sempre vestidos, cheios de detalhes e cores, calças com strauss, blusas decotadas, saias curtas, enfim.. nunca se veste da mesma maneira duas vezes, mas sempre é um jeito que será notada por todos. Além do mais sempre está maquiada, principalmente os olhos, e usando bastante joias.

    Personalidade


    Stoya tem um lado sempre visível, da pequena garota sedutora de mente bricalhona e pervertida. Parece fútil para quem só a conhece a superfície ou que é uma garota ninfomaníaca (e até gosta disso e diz que suas melhores trepadas foram com ninfas mesmo). Mas isso até algo acontecer que ela não goste ou não concorde, ai ela fica furiosa de bater, socar, gritar, chutar, arranhar, morder etc.

  • Gosta/Odeia: Gosta da sua pequena câmera de filmar. Gosta de provocar pessoas tímidas, e falar de sexo com aqueles que se sentem constrangidos. Gosta de perfumes e joias. Gosta de dizer espontaneamente quem é bonito. Gosta de sexo. Odeia homens truculentos. Odeia ser chamada de baixinha. Odeia todos os tipos de preconceitos. Odeia refrigerante de qualquer sabor.

  • Medo: Ela teme um deus específico, Priapus, aquele que rasgou suas roupas, aquele que tentou estupra-la. Mas isso criou uma outra consequência, ela teme um homem a possua sem sua permissão, mas isso não a fez temer o sexo, ao contrário, gosta de controlar o máximo possível. Dar para quem ela quer é um sinal do seu poder de controle.

  • Ponto Fraco: Vingança. Esse pensamento está tão presente no seu cotidiano que isso pode interferir em todos os seus outros objetivos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Stoya Anchises (Afrodite)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Administração :: Controle de Personagens :: Fichas-
Ir para: