InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ariel Barrfhionn (Afrodite)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ariel Barrfhionn

avatar

Feminino Idade : 25
Mensagens : 958

MensagemAssunto: Ariel Barrfhionn (Afrodite)   Ter Jul 17, 2012 9:48 pm

Player
  • Nome: Liv
  • Outros personagens: --

    Informações Básicas

  • Nome: Ariel Barrfhionn
  • Apelido: Ainda não sei se tem um.
  • Filho de Afrodite.
  • Sexo: Feminino.
  • Local de Nascimento: Chicago - Illinois
  • Data de Nascimento: 04/07/1992
  • Estado Civil: Solteira.

    Meio-Sangue

  • Poderes especiais: Pode mudar a maquiagem e a roupa com precisão, cor de olhos e cabelo;
  • Arma Mágica: Um prendedor de cabelo parecido com um pauzinho de madeira, que realmente serve para prender, e pode transformar-se num punhal médio afiado, num espada ou apenas um canivete, dependendo da situação em que se encontra; anda sempre com ele, ao menos guardado, para sua segurança.

    Família

  • Progenitor Mortal: Adam Barrfhionn. Um jovem irlandês bonito, elegante, porém tinha uma vida tediosa, um trabalho tedioso e uma noiva ainda mais tediosa e mercenária do que qualquer coisa que ele poderia comparar. A beleza de Adam misturado ao sucesso que ele obtivera em seu emprego o fez uma pessoa 'famosa' em seu meio - ele era administrador de empresa, mesmo que seu sonho fosse ser ator. Seu carisma eram seus dentes muito brancos, porte chamativo e um cabelo sempre impecável. Era o tipo de homem o qual era percebido e inibia qualquer outro homem a sua volta, o que fortalecia seu ego, saber que todas as mulheres que quisesse não precisava tanto pra conseguir.
  • União: Logo que entrou de férias do emprego, Adam voltou parar visitar seus parentes na Irlanda e não passou muito tempo por lá, voltou aos EUA e passou por alguns estados, visitando também alguns amigos, e parou em Chicago, onde conheceu Afrodite, que se denominava Sarah quando se conheceram. Não tiveram muito tempo para se relacionar, por tanto tudo o que Adam deveria/ficou sabendo foi por pouco tempo, cerca de duas semanas ou um pouco mais. Assim de Sarah estava prestes a deixar a cidade e deixar Adam pra sempre, ela avisou que já estava grávida, no entanto, Adam já estava perdidamente apaixonado e fez de tudo para não deixá-la ir... um esforço tremendo por nada. Sarah aparentemente não queria deixá-lo, mas teve que fazer, então desde então só deixou Ariel na casa de Adam numa manhã quente, considerando que era Outono e os dias passavam a ficar cada vez mais frio após sua partida.

  • Outros parentes: Tem alguns parentes, poucos, pelos EUA, mesmo que a maioria esteja mesmo pela Irlanda.

    Biografia

    Desde que fora deixada na casa do pai, Ariel fora criada com certas restrições. Adam nunca soubera bem o que fazer com a menina e como cuidar muito bem dela, entretanto dava o máximo de atenção que conseguia. Na primeira semana conseguira esconder a filha da noiva, mas logo resolveu explicar o que acontecera à noiva. Por algum tempo a mulher não aceitara Ariel, mas com o tempo tornou-se mais paciente. Adam resolveu que só se casaria depois que a filha conseguisse ao menos estar falando e andando, pra que pudesse também 'aproveitar' o casamento... o que ninguém sabia, talvez nem mesmo Adam em primeira impressão, é que ele estava apenas adiando seu casamento, já que no fundo não queria.
    Quase um ano depois, próximo ao casamento, Adam resolvera que o melhor que faria era cancelar o casamento, e foi o que fez de fato. Sua noiva, enfurecida, vendeu sua parte na empresa em que ele também era sócio para não ter que esbarrar com ele sempre.
    Adam passou a ter encontros e namoradas não fixas depois do seu último noivado, e passou a não levar quase mulher nenhuma mais para casa, por respeitar a filha e achar que se fosse para levar alguém, que fosse alguém que levaria a sério, devido as condições que sabia que mais pra frente teria de passar quando Ariel estivesse mais velha.
    Os anos foram se passando e Ariel crescia saudável e cada mais linda, mas sofria certos preconceitos pela falta de estrutura que passava em escolas normais/mortais devido à dislexia e ao déficit de atenção, o qual era o principal 'defeito' relatado pelos professores e reitores dos colégios onde passou dizendo que ela era impulsiva demais, inquieta e principalmente desatenta às aulas e outras atividades internas.
    Quando entrou no Acampamento Meio-Sangue não demorou a se adaptar, assim como se acredita que maioria dos Meio-Sangues; desde a primeira vez que pisou nas gramas verdes e fofas do Acampamento, Ariel sabia que ali era um lugar a qual ela se sentiria em casa, acima de qualquer outro, até mesmo do que casa de Adam, e desde que chegou não passou mais que um mês longe, aliás, a únicas férias que passou um mês casa de seu pai foi apenas por que este havia mesmo ficado doente quando ela estava prestes a retornar.

  • Descoberta: A descoberta não foi algo assustador ou surpreendente para Ariel. Ela já percebia que era um pouco diferente de suas colegas de turma, no colégio onde estudava, onde era somente parar meninas. Destacava-se na beleza, mesmo desde pequena, e tinha sempre mais a atenção de meninos do que as outras [isso quando faziam passeios públicos ou quando não estavam na escola], mas era considerada uma aluna mediana porque suas notas não eram das melhores. Cerca de dois anos antes Ariel ter idade para ir pro Acampamento, Adam sofreu um acidente de carro e ficou próximo da morte, e logo após sair do coma que ficou por duas semanas, ele resolveu contar tudo o que sabia, já que era sua única família e não ia querer que sua filha ficasse desamparada caso algo acontecesse à ele. Assim que Ariel soube que já poderia freqüentar o acampamento, se mudou com onze anos, já próxima de completar os doze.
  • Vida de Campista: Passa o ano todo no acampamento. Preferiu assim desde que entrou, porque apesar de dar-se bem com o pai, não conseguia se adaptar as coisas que os mortais faziam. Não tinha, assim como os todos meio-sangues boas notas e não conseguia concentrar-se em NADA o que fazia; sentia-se mal por parecer tão estranha - em comportamentos - perto dos alunos [mortais] normais. Já passou por muitas coisas no acampamento e tem muitas boas lembranças das épocas e principalmente das primaveras, sua estação do ano preferida. As lembranças menos agradáveis, Ariel não esconde, porém ela prefere traduzi-las como experiências que obteve durante sua estadia no acampamento.
  • Vida de Mortal: Não costuma passar muito tempo fora do acampamento já que o pai e ela entraram num acordo que ela, pelo menos, viesse nos feriados, como Natal, Ação de Graças, e alguns outros feriados, tanto Americanos quanto irlandeses, já que Adam sempre passara seus costumes Irlandeses pra filha. Aproveita o tempo pra contar as coisas que acontece pro pai e praticamente não permite que ele trabalhe, fazendo com que os dois tenham dias maravilhosos juntos;
  • Missões: Teve apenas duas missões desde que chegou ao acampamento. Apenas a primeira foi falha, a qual Ariel teve a sorte de conseguir voltar viva. A segunda lhe rendeu um presente, um prendedor de cabelo que se assemelha à um pauzinho de cabelo mesmo.

    Físico


  • Altura: É relativamente alta devido ao pai que mede cerca de 1,94. Ariel deve
    estar por volta de 1,74 e meio, e ainda espera-se que cresça alguns centímetros, mesmo que ela estando satisfeita com sua estatura.
  • Peso: Nunca passou dos 54,5 kilos, mas atualmente mantém o peso sob vigilância por volta dos 51 kilos.
  • Cor dos Olhos: Verde acinzentados. São medianos, levemente puxados e encaixam perfeitamente com o formato do seu rosto, nariz e a boca, estes que também delicados com traços finos.
  • Cor do Cabelo: Loiro platinado. Longos, se aproximam da cintura, por vezes ela os deixa ondulados, mas isso varia conforme seu humor, já que adora cuidar da aparência, nunca a verão descabelada ou algo do tipo.
  • Corpo: Seu corpo não é cheio de curvas, porém é muito bem definido, os braços e pernas são fortes e a barriga é definida de forma afeminada, sem exageros. Seus seios são medianos, mas em comparação a sua estatura corporal e porte estão perfeitos para o corpo.
  • Vestimenta comum: Costuma se vestir com roupas leves e confortáveis, até mesmo suas roupas de inverno não são das mais grossas, justamente por que raramente sai do acampamento e lá o clima costuma não mudar drasticamente, então mantém as roupas para invernos rigorosos guardadas para o casos de missões.

    Personalidade


    Tem a personalidade forte; sabe impor o que quer, e corre atrás quando realmente almeja algo. Costuma ser simpática, mesmo que ligeiramente falsa quando sente necessidade, no entanto nem todo sorriso é puramente sincero ou puramente interesseiro. É até bastante faladeira e gosta de pessoas que tem atitude e também personalidade. Gosta de bom humor até mesmo quando está falando séria. Por vezes solta algumas piadas e sarcasmo normalmente não lhe atinge.


  • Gosta/Odeia: AMA se maquiar, simplesmente é uma das coisas que lhe dar mais prazer, além de escolher roupas e comprá-las. Odeia ser ignorada e realmente adora ser o centro das atenções por sua beleza, tendo certa manha quando tentam colocá-la para baixo em alguma situação, tentando fazê-la ser o centro das atenções numa situação chata. Adora falar, mas não costuma conversar com qualquer um, a pessoa precisa realmente ter algo que a interesse, seja lá qual for quesito [beleza, inteligência, etc].
    Ama os ares da primavera; é a época em que gosta de acordar o mais cedo possível para aproveitar o dia, e tentar absorver o máximo de coisas que faz; o seu humor dá um salto, que praticamente a transforma em outra pessoa. Adora quando o verão chega e entram pessoas novas ou os outros meio-sangues voltam para o verão.
  • Medo: Sente medo todas as vezes em que cogita deixar o acampamento, apesar de gostar de passar alguns dias de feriados com o pai, ama o lugar e não pensa em deixá-lo tão cedo.
    Não que seja um medo, mas tem certo receio ao imaginar que algum dia possa vir a conhecer sua mãe, já que foram raras as vezes ela se comunicou com Ariel. Também tem medo da perda do pai, sempre pede aos Deuses que não o tirem tão cedo dela.

  • Ponto Fraco: Com certeza sua aparência, seu cabelo. Aparentemente pode parecer futilidade, mas pra um filha da Afrodite a aparência é uma das coisas que mais importa além de seus amores, no caso de Ariel, seu pai.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ariel Barrfhionn (Afrodite)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Festa Pagã no meio evangélico!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Administração :: Controle de Personagens :: Fichas-
Ir para: