InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Violet Cadmo (Dionísio)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Violet Cadmo

avatar

Feminino Apelido : Vi
Idade : 24
Mensagens : 2706

MensagemAssunto: Violet Cadmo (Dionísio)   Dom Abr 11, 2010 8:38 pm

Player
  • Nome: Marianna
  • Outros personagens: Em processo

    Informações Básicas

  • Nome: Violet Cadmo.
  • Apelido: Vi, Wine, Let.
  • Filho de: Dionísio.
  • Sexo: Feminino.
  • Local de Nascimento: Las Vegas, Condado de Clark, Nevada, EUA.
  • Data de Nascimento: 05 de Fevereiro de 1993.
  • Estado Civil: Solteiro.
  • Sexualidade: Bisexual.

    Meio-Sangue

  • Poderes maiores: Chlorokinesis - 2; Loucura de Dionísio - 2
  • Arma Mágica: Uma espécie de lança de madeira, parecida com o tirso de Dionísio, um bastão envolto em hera e ramos de videira, mas não possuí a pinha encimada e sim uma ponta letal. Tem apenas alguns centímetros quando não está sendo usado, podendo ser facilmente confundido (e usado) com uma faca mas como é totalmente de madeira não é acusado em nenhum detector de metal, porém, quando Violet precisa usá-lo tem quase um metro e meio de comprimento. Sua ponta possuí uma pequena quantidade do veneno da serpente que Zeus estava transformado quando gerou o deus cornudo Zegreu (que foi despedaçado pelos Titãs, restando apenas o coração, que foi entregue por Zeus para a Semele e assim a mortal gerou Dionísio), por isso, mesmo que não consiga acertar um ponto vital, o veneno espalha-se e deixa dormente uma determinada área por alguns minutos. Violet consegue lutar e defender-se bem com a lança em mãos, que é quase indestrutível, mas também pode arremessá-la e acertar alvos à distância. Por causa de uma videira que mantém a lança presa ao pulso da garota, esta sempre voltará para sua mão, a menos que alguém a corte, neste caso, Violet sentirá uma grande dor no peito, parecida com falta de ar, pela arma ser praticamente parte dela. Essa dor só passa quando a arma volta para a sua mão e a videira é refeita no seu pulso.
  • Falha Fatal: Confiança. Confia absurdamente nas pessoas, principalmente nos seus amigos e amados, passa a acreditar que as pessoas farão qualquer coisa por ela e que poderá sempre contar com as pessoas. Isso faz com que ela se decepcione e sofra demais quando a deixam na mão ou algo do tipo.

    Família

  • Progenitor Mortal: Cibele Cadmo, 35 anos. Artista circense do hotel, cassino e parque temático Circus Circus em Las Vegas. Seus pais, também artistas de circo, viajaram o mundo com um circo próprio, e foi onde Cibele nasceu e foi criada. Desde muito cedo sabia que não era normal, seu dom de "prever" o futuro era uma das atrações do circo, lendo as cartas de tarô, ganhava a vida durante o dia e à noite se apresentava no picadeiro, seu maior talento eram as acrobacias aéreas.
    Aos 17 anos, sabia que um acontecimento mudaria por completo sua vida. Sua vivacidade, animação e propensão para festas chamou atenção de um homem.
  • União: Depois de uma das apresentações, enquanto todos bebiam e festejavam, como era costume com o povo do circo, um homem de cabelos enrolados e bochechas rosadas se aproximou de Cibele. Assim que o viu, sabia, de suas "visões" que aquele era Dionísio, mesmo sem saber como aquilo era possível, desde muito cedo passou a não duvidar de nada e acreditar em praticamente tudo.
    Não pensou duas vezes (o que sempre acontecia com ela, por ser completamente impulsiva) e logo estava em um dos trailers da trupe, transando com o homem quem nem mesmo sabia o nome. Nessa noite ficou grávida e órfã.
    Dionísio havia deixado irritado o deus da guerra, Ares, em uma das "reuniões" no Olimpo e este enviou Enio para caçá-lo e ferí-lo, sabendo que ele estaria ocupado com uma mulher, Enio levou um dragão que ateou fogo em todo o circo, matando todos, menos Dionísio e Cibele, que ao ter uma visão do acontecimento, fugiu com o deus para longe, não conseguindo salvar seus pais.
    Órfã, grávida e sem ter onde viver, Cibele teve a ajuda de Dionísio para mudar-se para Las Vegas, onde o deus conseguiu dar-lhe emprego no cassino Circus Circus, onde trabalha até hoje, agora como uma das figuras mais importantes do lugar, sendo a responsável por todas as apresentações circenses.
  • Outros parentes: Cibele e Violet sempre foram ajudadas por várias pessoas, desde o dono do cassino até os diversos empregados de lá, principalmente os artistas de circo, que são considerados sua família desde sempre.

    Biografia

    Nasceu em Las Vegas e morou num quarto do hotel onde sua mãe trabalha e onde passou parte de sua infância. Sempre foi uma criança animada, gostava de aprontar pelo hotel e entrava escondida do cassino para ver as apresentações do circo e brincar nas mesas de jogos. Aprendeu um pouco dos truques do circo, mas resolveu ir cedo para o Acampamento Meio-Sangue, por querer aprender a lutar e principalmente esperar por uma missão onde poderia ir atrás de Enio.

  • Descoberta: Desde sempre soube o que era, nasceu no cassino e a mãe lhe contava a história de sua vida desde muito pequena e cresceu sabendo que era filha de Dionísio e conhecendo a mitologia grega e o que acontecia no mundo.
    Assim como sabia da sua condição, sabia o que acontecera com seus avós e isso a deixava furiosa, com vontade de se vingar de Ares e Enio.
  • Vida de Campista: Foi com 9 anos para o Acampamento Meio-Sangue e lá passou a conviver bastante com seu pai, Dionísio, que apesar de ser um tanto quanto anti-social com os campistas, sente um grande carinho pela filha, por esta se parecer muito com ele, além de ser filha de uma mulher que ele gosta bastante.

    Assim que chegou já foi para o chalé de Dionísio, sem passar pelo de Hermes e logo estava criando confusão com um filho de Ares, Apollyon. O garoto era um pouco mais velho e definitivamente bem maior do que ela, mas estava caçoando de um de seus irmãos e isso ela não perdoaria nunca, além de ser um filho de Ares, o deus que tentou matar seus pais e matou seus avós, indo tirar satisfações com o garoto que logo caçoou de seu tamanho, seu rosto bochechudo e seus cabelos desgrenhados. Foi quando descobriu seu poder especial, no momento de muita raiva, fez com que o garoto tivesse uma alucinação de alguns segundos, onde ele se via sendo motivo de chacota por todo o acampamento, apontado e caçoado, humilhado enquanto todos apontavam e riam da sua cara, ele sentia que tinha ficado fraco e que todos zombavam dele. Quando acordou, percebeu que nada daquilo era real e encontrou apenas uma garotinha com um sorriso maldoso o olhando, ela sabia que tinha feito o valentão se ajoelhar de tanta vergonha e foi quase espancada naquele dia, sorte que corre bem rápido. Mas até hoje caçoa de Apollyon por aquele dia, não deixando nunca ele se esquecer daquilo.

    Tinha sérios problemas com filhos de Ares, que agora já foi totalmente superada.

  • Vida de Mortal: Mantém contato regular com a sua mãe, mas prefere passar o ano inteiro no acampamento, indo visitá-la uma ou duas vezes por ano, apenas. Logo, não tem vida mortal, praticamente, todos seus amigos e conhecidos estão no acampamento.
  • Missões: Conseguiu sua primeira missão aos 14 anos de idade e foi o que mais queria no mundo. Foi chamada pelo Oráculo e recebeu a seguinte profecia:

      A vingança que tanto procura, logo poderá saciar,
      Um rival do seu rival e um de seus rivais deverá encontrar
      E juntos partirão para o encontro dos verdadeiros ladrões.


    Assim que saiu da Casa Grande soube o que a profecia dizia. Uma filha de Athena e um filho de Ares (o mesmo que havia brigado quando chegou no acampamento, Apollyon) brigavam, pelo o que ela entendeu, o filho de Ares acusava a de Athena de ter roubado sua arma mágica durante uma missão, enquanto a de Athena jurava não ter sido ela. Violet interveio e perguntou ao de Ares se este conhecia Enio, o garoto disse que sim e quando Violet lhe explicou sua história, tudo fez sentido. Os filhos de Ares, Enio, Fobos e Deimos estavam pregando uma peça em seu meio-irmão, como costumavam fazer com todos e de algum jeito roubaram sua espada, Violet chamou os dois para lhe acompanharem na missão e logo descobriram que os três deuses estavam aterrorizando uma vila em Ohio.
    Antes de ir, Dionísio chamou Violet e lhe deu de presente uma lança, que estava pronta desde o nascimento da garota e que o deus sabia que iria lhe entregar assim que ela fosse para a sua primeira missão. Desejou-lhe boa sorte e os três campistas partiram. Chegando lá, encontraram os deuses menores, os moradores da vila, pequena e até então pacata, estavam com medo da série de crimes que estavam lhe acontecendo, pelo o que parecia, uma gangue estava destruindo as lojas e casas e raptaram algumas crianças, que os heróis mais tarde descobriram ser Semi-Deuses.
    Violet logo achou Enio, os seis lutaram ferozmente por algum tempo, Apollyon, o filho de Ares, conseguiu sua espada de volta, Agatha, a filha de Athena conseguir libertar os Semi-Deuses e tentava acalmá-los enquanto Violet enfrentava Enio, que caçoava da morte de seus avós. A menina, enraivecida, conseguiu envolver a deusa destruidora de cidades em videiras, mas quando ia acertá-la com a lança, fraquejou e não conseguiu se aproximar o suficiente, por medo. Apollyon percebendo que ela havia perdido a coragem, atacou a Enio, fazendo-a se desintegrar. Fobos e Deimos fugiram, mas antes juraram vingar-se dos que haviam derrotado sua irmã.
    Os três heróis convenceram as duas crianças Semi-Deusas de irem para o Acampamento com eles e voltaram para Long Island. Violet até hoje não se perdoa por não ter sido capaz de derrotar Enio.

    Missão Busca à Psiquê
    Durante essa missão muita coisa aconteceu, Violet se transformou em garoto quando se encontraram com Hermafrodito e depois ficaram presos no Palácio de Eros.

    A mais longa das viagens
    Foi para o Mundo Inferior com Golden Attberg e Thomas Smithson.

    Missão Argos
    Ainda não sabe se gostou ou não dessa missão, por ter acontecido muitas coisas, boas e ruins durante ela.

    Físico


  • Altura: 1.56 m
  • Peso: 51 kg.
  • Cor dos Olhos: Verde escuro.
  • Cor do Cabelo: Loiros.
  • Corpo: Pequena e um pouco gordinha, o rosto arredondado com bochechas salientes e maçãs do rosto rosadas. Não tem muitas curvas no corpo, os seios são pequenos mas o quadril é um pouco largo, assim como as coxas.
  • Vestimenta comum: Gosta de usar roupas coloridas, sainhas, vestidos, sapatinhos com polainas, blusinhas de botão e enfeites de cabelo, quase sempre uma peça de cada cor, com estampas divertidas.

    Personalidade


    Sempre foi animada, divertida e gostou muito de conversar. Comemorava qualquer coisa, por menor que seja e tenta sempre incentivar as pessoas. Por outro lado, se irritava fácil, e era irônica quase o tempo inteiro e perdia o amigo mas não perdia a piada. Do tipo baixinha invocada, não tinha medo de enfrentar pessoas com o dobro do seu tamanho, mesmo que corra de medo antes de apanhar, por ser um pouco arregona, dessas que falam mais do que fazem.
    Com o tempo, Violet acabou se decepcionando muitas vezes, parou de acreditar em si mesma e achava que não podia mais confiar em ninguém, grande culpa vem de sua falha fatal. Na Argos já demonstrava sinais de mudança de temperamento, que ficaram claros em uma conversa que teve com Natalie, e isso só se agravou com a volta para o Acampamento, quando Angelo foi embora. Se sentiu sozinha e abandonada, por isso tentou cometer suicídio, falhou, mas continua absurdamente depressiva. Dizem que a loucura de Dionísio começou a afetar ela mesma e é comum encontrá-la bêbada.

  • Gosta: Gosta de comer e beber bastante. Ama festas e dançar. Adora seu cabelo desgrenhado e coisas coloridas. Gosta das pessoas, de muitas pessoas, talvez de todas elas.
  • Odeia: Não deve odiar nada agora, apenas se sente extremamente decepcionada quando as pessoas dão mancadas com ela.
  • Medo: Morre de medo de ficar sozinha.

    Círculo de Contatos


  • Amigos: Violet se considera amiga de todos os Meio-Sangues, porém não conseguiria listar nenhum que talvez a considerasse como uma amiga.
  • Relacionamentos: Dita Kypris: Ficou a primeira vez com Dita e Apollyon durante uma missão, onde eles estavam sob encanto de Eros no seu Palácio, por isso fizeram muitas coisas que talvez não tivessem tido coragem de fazer fora. Porém, depois de voltarem para o Acampamento, manteve todo o afeto que sentiu por Dita na missão e ficou extremamente feliz quando ambas se tornaram boas amigas. Ficaram mais algumas vezes e se apaixonou por Dita, mas por alguma razão que ainda não entende completamente, se distanciaram e até hoje Violet ainda sofre por isso. Se recente principalmente por Dita não ter contado sobre Natalie, nem sobre o começo do namoro com Apollyon.

    Apollyon Morgenstern: A primeira vez que ficou com Apollyon foi durante uma missão, antes eram grandes rivais, porém depois de buscarem Psiquê, conseguiram encontrar algumas coisas em comum e hoje não se odeiam. Ficaram mais algumas vezes, mesmo que bem superficialmente, apenas para diversão.

    Aeneas Bauder: Começou a se interessar por Aeneas um pouco antes da semana do amor, porém tudo foi por água abaixo antes mesmo de começar, já que Aeon se apaixonou por Golden, que numa crise de ciúmes xingou Violet, que é recentida por isso até hoje. Ficou mais algumas poucas vezes com ele, não queria desistir dele, mas no final admitiu a derrota e o superou.

    Angelo Bianco: Dividiu o quarto com Angelo na Argos sem querer e acabaram se tornando bons amigos, com o passar do tempo a amizade se transformou em algo mais e ficaram. São ainda mais amigos do que qualquer outra coisa, mas sente um carinho enorme por Angelo, tem vontade de cuidar dele o tempo inteiro e se preocupa muito com ele, porém sabe que no fundo ele não gosta dela a ponto de se envolver em um relacionamento sério, por isso não se deixa apaixonar totalmente por ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Violet Cadmo (Dionísio)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Administração :: Controle de Personagens :: Fichas-
Ir para: