InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Golden Attberg (Apolo)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Golden Attberg

avatar

Feminino Apelido : Gold
Idade : 24
Mensagens : 1902

MensagemAssunto: Golden Attberg (Apolo)   Seg Abr 12, 2010 12:09 am

Player
  • Nome: Isis
  • Outros personagens: Yanne Boutwell

    Informações Básicas

  • Nome: Golden Attberg
  • Apelido: Gold, Att
  • Filho de Apolo
  • Sexo: Feminino
  • Local de Nascimento: Gulfport, Mississippi
  • Data de Nascimento: 21 de fevereiro de 1993
  • Estado Civil: Solteira

    Meio-Sangue

  • Poderes especiais: Boa em cura, sabendo sempre o que é necessário para uma determinada ferida, além de conhecer preces específicas para isso
  • Arma Mágica: Possui uma corrente de ouro com dois pingentes, um com um arco e uma flecha e o outro com uma cesta de flechas, ambos ganhados ao término de sua missão. Quando o pingente do arco e flecha é puxado, ao invés da corrente arrebentar, saem um arco e flecha reais, com a ponta da flecha em bronze celestial. Já o cesto de flechas, cada vez que uma das três flechas nele é puxada, surge uma flecha de verdade na mão de Golden, mas, no entanto, o limite realmente é três e a cada flecha puxada, uma desaparece do pingente. Para ambos voltarem ao normal, as flechas precisam estar soltas e o arco possui um pequeno botão no seu inferior que faz com que ele desapareça e volte a ser apenas o pingente.

    Família

  • Progenitor Mortal: Carol Attberg nasceu e cresceu em Gulfport, Mississipi. Nos tempos de colégio sempre se interessou por escrita e literatura, fazia parte da equipe do jornal do colégio e participava de todos os concursos literários promovidos por jornais e revistas de que ficasse sabendo. Sempre se inscrevia na categoria "ficção", mas sua verdadeira paixão era a poesia. Escrevia epopéias sobre os heróis regionais do Mississipi e sonetos românticos, mas morria de vergonha de pensar que alguém os leria.
    Quando entrou na University Of Mississippi e teve que se mudar, deixou a timidez de lado e passou a pedir sugestões e opiniões sobre seus poemas para seus professores.
    Se formou com muitas honras, voltou para Gulfport e aos 23 anos ganhou seu primeiro concurso literário na categoria poesia e foi até a capital, Jackson, receber seu prêmio.

  • União: Durante a cerimônia da entrega do prêmio, um dos convidados de honra pareceu especialmente tocado pela leitura que Carol fez de seu poema vencedor. Após a cerimônia, no coquetel em homenagem aos ganhadores, o belo convidado foi à procura de Carol e os dois passaram a festa toda trocando impressões sobre grandes clássicos da literatura. Quando Carol começou a declamar seu trecho favorito da Ilíada, Apolo revelou quem era. No final do coquetel, Apolo ofereceu-se para levá-la até o hotel, e a viagem de um fim de semana acabou se estendendo por 2 semanas. Quando finalmente Apolo partiu e Carol teve de voltar para Gulfport, a moça simplesmente sabia que estava grávida e que nunca poderia dizer para sua filha quem era seu pai.

  • Outros parentes: Nenhum, pois os parentes mais próximos foram vítimas do furacão Katrina, que assolou Gulfport em 2005.

    Biografia

    Sempre foi a filha única de mãe solteira e incrivelmente nunca teve problemas com isso. Muitas vezes fora motivos de pequenas chacotas da escola por causa de pais mais rigorosos, que gostavam bastante de falar ainda da mãe dela, devido a profissão. Incrivelmente, apenas sorria para quem lhe enchesse o saco, como se jamais fosse revidar. E assim todos acreditavam ser. Mas, mesmo assim, a menina de 5 anos já conseguia facilmente se esconder entre brinquedos do playground e com um pequeno estilingue que ela achara um dia, acertar quem lhe enchesse o saco com uma pedrinha e voltar ao seu lazer. Sua mãe também nunca se importara muito com os outros, no entanto, começou a achar que talvez a vida que levavam pudesse virar um problema quando os problemas de Golden começaram a aparecer. Demorou dois anos a mais do que as outras crianças para aprender a ler e a escrever de uma forma decente. Vivia se movimentando pela sala, sem se importar com os professores que falavam na frente, e logo sua mãe lhe colocou numa aula de karatê para ver se a menina se acalmaria mais assim. Não mudou em nada, apenas mais uma dor de cabeça pelo professor de karatê reclamar que ela queria lutar o tempo todo, sem esperar a sua vez. Quase desistindo e cedendo às pressões de levar a garota para tratamento psiquiátrico e/ou neurológico, acabou não tendo tempo. Em 2005, quando Golden estava com 12 anos, o furacão Katrina chegava a Gulfport. O furacão, na realidade, aconteceu devido a um pequeno desvio no temperamento de Poseidon, que não gostou quando os búzios de seu filho Tritão foram roubados, fazendo assim com que ele tivesse o trabalho de acalmar os mares por si próprio para que sua carruagem passasse. A cidade começou rapidamente a receber fortes ventos, mas, principalmente, água. A maior parte foi inundada, e, dessa inundação, surgiu Cila. Cila, uma ninfa dos mares que acabara sendo transformada num monstro marinho, aparecia para os outros como uma simples mulher, que parecia desesperada por possuir serpentes marinhas ao seu redor, como se estivessem a atacando, mesmo que seus cachorros parecessem atacar as serpentes. No entanto, a pequena Golden olhava aterrorizada para o torso da bela que mulher que tinha ao redor de sua cintura possuía seis cabeças de serpente com três fileiras de dentes e um círculo de doze cães ladradores. Quando o monstro percebeu que havia algo com um cheiro promissor por perto, foi direto atrás dela. Golden e sua mãe apenas se salvaram pelo amigo de Golden, Yuri Tumnum, dizer que conhecia um lugar seguro, o que fez com que eles, que já estavam no carro procurando as, que precisa consideravelmente da água para se movimentar agilmente. Golden parara rapidamente de choramingar, usando seu velho estilingue para mandar pedras que sempre mantinha com ela, atrasando mais ainda a monstra. Percebia que não fazia muito efeito além de revoltar o monstro, mas Yuri lhe passou uma pequena lança de cor bronze, que, quando Golden lançou, fez com que o monstro se dissolvesse. Não entendeu direito, mas, a noite, quando pararam de correr e ficaram num hotel de beira de estrada, Yuri lhe contou que era um sátiro após uma longa conversa com a mãe da meio-sangue, que, contrariada, concordou em deixar a menina ir para o Acampamento Meio Sangue, mas se recusou a contar quem era o pai dela. Alguns anos depois, Carol se casou com Hugh Krauss, com quem tem um filho com pouco mais de um ano.

  • Descoberta: 12 anos. Descobriu o que era quando, escapando da enchente que tomava sua cidade, percebeu ao longe a monstra Cila e, mais tarde, após um longo tempo escapando, conseguiu enfim vencê-la e pararam num lugar seguro. Ouvia gritos de Carol com Yuri, mas logo depois sua mãe emburrada chegou, lhe contando que teve um caso com um deus, mas se recusando a dizer quem ele era. Assim, Golden resolveu ir com Yuri para o acampamento, temporariamente, enquanto sua mãe arrumava as coisas para reconstruírem suas vidas. O temporariamente virou permanente rapidamente.
  • Vida de Campista: Enfim entendia o que era. Enfim as pessoas olhavam meio impressionadas para sua energia, sua pontaria e sua vontade infindável de sempre continuar. Rapidamente se enturmou com todo mundo no chalé de Hermes, no qual ficou por uns bons meses, até que Apolo finalmente falasse que era seu pai. Não demorou também para se enturmar com seus irmãos, e a cada dia aprendia mais em especial com o conselheiro do chalé, Alek Warrior. Tinha um carinho especial pelo irmão, como se estivesse estado com ele a vida toda. Podia dizer facilmente que ele era um de seus ídolos. Com ele, descobriu seu poder e rapidamente aprendeu todas as preces para cura e, com filhos de Demeter, a colher plantas especificas para feridas e ir estocando. No seu terceiro ano no acampamento, no entanto, já com 14 anos, foi requisitada pelo próprio Alek para uma missão. Não terminou muito bem. Golden passou uns bons meses com a mãe por causa de sua tristeza imensa, até que, pela primeira vez, viu seu pai, que simplesmente apareceu em seu quarto (agora numa casa em San Francisco), lhe dando um colar de presente e ajudando-a a solucionar as palavras do oráculo. Dois dias depois, Golden voltava ao acampamento, como conselheira de Apolo. Sempre se manteve firme e forte, adorando especialmente os novatos, sentindo-se bem em continuar o legado de Alek, a quem espera se tornar.
  • Vida de Mortal: Não tem realmente uma vida de mortal desde que entrou no acampamento. Nunca passa mais do que os feriados em casa, especialmente depois que sua mãe se casou novamente e teve um filho com seu padrasto.
  • Missões:
    ”Um monstro já conhecido por sua protegida irá atacar
    Com seu já antigo conhecido amigo, adorarão ressuscitar
    Pobres pesadelos voltarão, e um novo acontecerá
    E apesar dos irmãos se separarem, uma prima nem tão ruim achará”


    Esse foi o pequeno poema recitado a Alek. Apesar de já ter aceitado a missão, demorou um bom tempo para enfim tomar coragem de chamar as duas companheiras: sua pequena irmã, Golden, sua protegida. E uma das coisas mais próximas que poderia chamar de prima: Erin, uma filha de Hefesto que fora rejeitada por Alek mais vezes do que poderia suportar, se unindo assim às caçadoras de Artemis, que por algum acaso estavam no acampamento quando a profecia foi dada a Alek. Ao discutirem o pequeno plano da missão, rapidamente souberam que monstro enfrentariam: Cila, o único monstro que Golden vira até aquele dia. Com o conhecimento de Erin, notaram que o monstro provavelmente se instalara, junto com Caribds. Assim, foram com Alek dirigindo, até o estreito da flórida. O caminho fora consideravelmente tranqüilo, já que Golden sempre ficava com uma flecha apontada pela janela, pronta para acertar qualquer monsto que aparecesse, e Erin sempre mantinha sua faca a mãos, a qual jogava com facilidade em outros e ela logo voltava para si. No entanto, as coisas se tornaram levemente mais complicadas quando chegaram ao local. Os dois monstros pareciam furiosos. Redemoinhos se formavam no mar, fortes, brutais, e ondas gigantescas começaram a surgir da boca de Caribds quando notou os heróis. Formaram um plano de luta: Golden, que era mais inexperiente apesar de boa, iria com Erin atacar Caribds e Alek iria até Cila. As duas atacaram o monstro entre os intervalos de quando ele engolia a água do mar e as cuspia. Enquanto Golden ficaria num rochedo, mandando flechas de um lado e o distraindo, Erin iria até o monstro e acabaria com ele. E assim aconteceu. Foram, vitoriosas, encontrar Alek, mas apenas encontraram Cila esperando por elas, com a cabeça do irmão de Golden preso na boca de um dos cachorros em sua cintura, enquanto a mulher tinha um sorriso demoníaco. Imediatamente, uma raiva imensa tomou conta de Golden, que foi correndo até a monstra, atirando flechas durante todo o caminho. Fora agarrada por uma das serpentes no entanto, mas, enfiando flechas em cada um dos monstros da cintura com as próprias mãos, conseguiu retardar o monstro o bastante para que Erin se aproximasse e cortasse a cabeça dele, o transformando em pó pouco depois.

    Apesar da tristeza imensa de Golden, Erin realmente não pareceu se importar muito, apenas sentindo-se vitoriosa pela batalha imensa, sobre a qual poderia fazer invejinha as suas novas irmãs, já que não fora com elas.

    Físico


  • Altura: 1,75m
  • Peso: 53 kg, aproximadamente
  • Cor dos Olhos: Normalmente azul, mas dependendo da luz tende a um esverdeado
  • Cor do Cabelo: Um loiro mais escuro, com algumas áreas bem mais iluminadas, como se fossem reflexos do sol.
  • Corpo: Magra, com um corpo esguio e bem modulado devido aos constantes exercícios físicos. Possui o corpo inteiro (realmente inteiro) num bronzeado perfeito, embora nunca realmente pare para se bronzear. Seus seios são de um tamanho normal, nem grandes nem pequenos, mas ela sempre reclama sobre eles. Possui uma curva da cintura bem modelada, apesar de não tão grande também. Gosta especialmente de seu rosto, o contraste entre os olhos delicados com um nariz mais bruto e lábios carnudos.
  • Vestimenta comum: Gosta de se arrumar, mas em seu dia-a-dia está normalmente com os mais variados estilos de shorts e regatas, com rasteirinhas qualquers.

    Personalidade


    Provavelmente possui algum tipo de hiperatividade além da de sua condição meio sangue. Adora estar acordada por mais tempo possível, se movendo por mais tempo possível, cantarolando em rimas, atirando flechas, ensinando seus pirralhinhos ou como for. Odeia dormir. Nunca dorme mais do que três horas seguidas. Mesmo durante a noite, acorda nem que seja para organizar seu chalé – sendo mala o bastante para acordar alguns de seus irmãos também para eles ajudarem – embora não se importe nem um pouco com a arrumação. Tem um “que” meio sacana, adorando judiar um pouco dos mais novos. Também é um tantinho safada, mas acha que esconde bem esse seu lado.

  • Gosta/Odeia: Ama arco e flecha, cavalos alados, dia, praia, roupas de verão. Apesar de não ter nenhum dom nas forjas, gosta de dar idéias de armas inspiradas na própria jóia/arma que ganhou de seu pai e em especial adora criar confusões idiotas com os outros apenas para fazer com que eles fiquem rimando por um tempo indeterminado. Gosta de festas, mas prefere as diurnas. Odeia dormir muito, odeia gente preguiçosa, odeia nuvens no céu e odeia, embora seja consideravelmente boa, esgrima.
  • Medo: Criou um certo medo de ir em outra missão e, em especial, de se apegar muito às pessoas. E de cachorros. Não consegue nem ao menos ficar no mesmo cômodo que um cachorro desde sua missão.
  • Ponto Fraco: É facilmente manipulável a criar ilusões sobre cabeças arrancadas de pessoas ao seu redor, seguradas por cachorros. Além disso, se lhe tirarem seu arco e flecha, não possui mais nenhum tipo de arma com o qual seja boa o bastante para se defender.


Última edição por Golden Attberg em Qua Maio 12, 2010 6:27 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Golden Attberg

avatar

Feminino Apelido : Gold
Idade : 24
Mensagens : 1902

MensagemAssunto: Re: Golden Attberg (Apolo)   Sab Abr 17, 2010 7:46 pm

Força - 1 + 2
Velocidade - 1 + 2
Destreza - 2 + 2
Vitalidade - 1 + 2
Inteligência - 1 + 2
Raciocínio - 1 + 2
Sedução - 1+ 2
Arma Branca - 1 + 3 (arco e flecha)

(+1 por 4 anos no acampamento - adicionado em vitalidade 2+1=3)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Golden Attberg (Apolo)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» outro detector famozão TGSL(Tesoro Golden Sabre-Light)
» Quanto Apolo sabia sobre Jesus?
» Lei de Kepler- Nave espacial
» projeto apolo
» CCD TTX 650 - Camera para Telescópio

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Administração :: Controle de Personagens :: Fichas-
Ir para: