InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Seth Jones (Hermes)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Diarmuid Jones

avatar

Masculino Apelido : Seth Jones (e só atende por Seth)
Idade : 26
Mensagens : 1285

MensagemAssunto: Seth Jones (Hermes)   Ter Abr 13, 2010 8:18 pm

Player

  • Nome: Bruna Alvim
  • Outros personagens: Perona Teliha (Filha de Tiquê)

    Informações Básicas

  • Nome: Seth Jones (Diarmuid Jones)
  • Apelido: --
  • Filho de Hermes (Mercúrio)
  • Sexo: Masculino
  • Local de Nascimento: El Paso - Texas, EUA
  • Data de Nascimento: Dia 29, Maio de 1991
  • Estado Civil: Solteiro
  • Sexualidade: Heterossexual

    Meio-Sangue

  • Poderes Menores: Físico de Hermes, possuem um bom físico, são extremamente agéis e habilidosos; Habilidade de Hermes, são capazes de roubar algo do bolso de alguém sem que perceba. São bastante astutos, e sabem quando estarão em perigo; Língua de Hermes, são bastante persuasivos, esta habilidade não é como a mágica de Afrodite, eles realmente tem o dom de convencer através de razões e fatos que tal coisa é como eles querem).
  • Poderes Maiores: Viagem de Hermes – São capazes de se teletransportar, quando maior o nível mais longe conseguem e com mais frequência (4 pontos)
  • Arma Mágica: Em uma de suas missões, Seth recebeu da administração, uma arma chamada Deepeeka Falcata (Kopis), le a guarda e cuida muito bem, levando para os filhos de Hefesto diariamente, conferindo se precisa de reparos. Sempre à leva em missões e é normal vê-lo quando treina sozinho, as usando & Sapatos Alados.
  • Falha Fatal: Pouco confiável. Normalmente Seth é despreocupado e adora pregar peças nos amigos, por seu comportamento, é difícil confiar nele, por sempre brincar de mentir. Adora inventar histórias e observar a reação dos outros, é fiel aos amigos, de fato, mas sua compulsão por contar mentiras, apesar de sempre ser pego, acaba complicando sua relação com as pessoas.

    Família

  • Progenitor Mortal: Íris Jones (32) - Indianápolis (Condado de Marion), Indiana.

    Uma mulher carinhosa e meiga de forma firme e batalhadora. Sempre mantém um sorriso, mesmo que esteja dando um sermão dos piores. Poucas vezes se mantem controlada, mesmo com o sorriso e doçura, tem um temperamente forte e explosivo. É curiosa e criativa, sempre buscando por coisas mais interessantes do que lhe possa vir a cabeça.

    Íris tinha apenas 6 anos quando seus pais morreram, durante um roubo, desencadeando um tiroteio. Sem parentes relativos, foi encontrada vagando perto do orfanato que lhe fora designado, e mesmo que contra a Lei, acolhida por uma família imensa de Roma, chamados vulgarmente de "Ciganos".
    Dos seus 7 anos até 16, a vida fora como em qualquer comunidade Roma, mudando-se constantemente, vivendo de pequenos furtos ou quando realmente necessário, trabalhos temporários. De cidade à cidade, novas pessoas, novos ambientes, sempre desejando que algo diferente acontecesse em sua vida, algo grande, que mudasse não só seu presente como seu futuro. Sem religião própria, assim como o resto de sua "familia", acabou se interessante em História Grega e Romana, tal como seu pai, Gregório Jones, grande Hitoriador.
    Lembrando que alguns dos livros dele, haviam ficado com ela, assim como coisas menos importantes de sua mãe. Começou a ler e acreditar que talvez fosse aquilo. Uma menina criada num local, que acreditava-se no que bem entendesse. Então ela escolheu seu destino.
    Permaneceu com os Romanis até a atualidade.

  • União: Durante uma comemoração de despedida, em Idaho, onde sua família havia se instalado durante 3 semanas, e estava prestes a mudar-se novamente, ela dançava e cantava, alegre e um pouco alta com toda variedade de bebidas, quando resolveu parar por um segundo e se afastou de todos, indo para dentro da reserva, pois o ambiente era menor que uma floresta, e sentando a beira de um lago, com a água escura.
    Enquanto ela olhava um pouco de tudo, admirando aproveitando a solidão, coisa que não tinha enquanto convivesse com os Romas. Perdeu a noção do tempo e quando resolveu voltar, foi surpreendida por um homem, sentado do outro lado do lago, adormecido. Íris, curiosa, então deu a volta, devagar, se aproximando, tentando ver quem era. Ela parou, congelada, boquiaberta, confusa, tentando entender porque aquele homem era tão parecido com Hermes, dos livros de seu pai. Sem saber se era apenas a pouca bebida ou o sinal que ela tanto esperava, sentou, ao lado dele, o observando durante alguns minutos.

    Era seu 19° aniversário naquela virada de dia, pois já passavam das 00h, e Hermes, desperetou devagar, fazendo Íris recuar, com certo receio, mas não muito, por interesse e uma atração inexplicável. O ínicio da conversa foi breve, Hermes lhe contara que seu nome era o mesmo da filha de Taumante e de Electra, uma das oceânidas (segundo Hesíodo), a personificação do arco-íris e mensageira dos deuses, associada sempre a Hermes, entretanto o desfeixo durou até a manhã seguinte, com poucos intervalos para descanço. Ela adormeceu, pouco antes do sol começar a raiar e sua família encontrá-la, chamando para ir embora.

    No Arizona, onde fiaram por 1 mês, ela Íris sabia o que estava acontecendo, sabia quem era o pai, ainda chocada e ao mesmo tempo incrivelmente orgulhosa. Contou a sua ''família'' que havia engravidado, contou tudo, menos quem era realmente o pai. Os Romanis ajudaram a cuidar de Seth, que morou com eles até ser encontrado finalmente.

  • Outros parentes: Nenhum que ele ou sua mãe conheçam.

    Biografia

    Nasceu, Diarmuid Jones, em El Paso, Texas, EUA, durante uma estadia prolongada de sua família, uma criança linda e extremamente fofa, simpático, sorriu cedo, começou a andar tão cedo quanto, corria por toda área e explorava todos os inúmeros locais os quais os Romani se instalavam.
    A cada 3 meses mudava de escola pública, completando seus estudos desta forma. De estado para estado.
    Gostava de aprender com os mais velhos e sempre aprendia rápido, como línguas, lendas, histórias, até os distorcidos esportes deles.
    Quando Seth completou 11 anos, sua família e ele estavam instalados em NY. Foi quando em uma tranquila caminhada pelo Central Park, algo o atacou. A ele e a sua mãe.
    Foi tão rápido e tão surpreendentemente assustador, mesmo agora, com 18 anos, ele não saberia dizer exatamente o que era, mesmo sua mãe afirmando ser uma Harpia.
    Tudo que Seth conseguiu fazer foi correr, correr o mais rápido que podia, agarrado na mão de sua mãe, fazendo de tudo para tirá-la do local. Por fim, após quase duas horas correndo e se escondendo, eles encontraram um local seguro o suficiente para se esconder, idéia de Íris, um matadouro, pois talvez o cheiro de Seth se dissipasse tempo o suficiente para eles fugirem permanentemente.
    Íris então decidiu contar, quem ele era, quem era seu pai e a história inteira e completa. Seth apenas escutou, ainda pasmo, passando de fase para outra, de negação a incrível admiração. Seth então contou a mãe sobre a primeira vez que havia duvidado ter algo diferente com ele, além das ''deficiências normais'', como ele mesmo dizia.
    Sua mãe então lhe informou sobre o acampamento. Írisa havia escutado falar de outra Romani, que havia se envolvido com um homem rústico (Hefesto), e ele lhe informara sobre tal local, como na família não havia segredos, a não ser o que ela mesma guardava sobre Seth, toda informação era muito fácil de se conseguir.
    Íris então deixou nas mãos de Seth, decidir: Ele iria para tal acampamento e se afastaria de sua família e mãe, talvez para sempre, ou permaneceria fugindo com todos eles, o que já era rotineiro, de certa forma.
    Duas semanas se passaram até Seth decidir, ele iria para o acampamento e veria sua mãe sempre que pudesse em uma cidade fixa. Enquanto isso o acampamento de sua família fora atacado mais uma vez e isso fez perceber, que era a felicidade dele, por permanecer com a mãe, ou a desgraça de toda sua família, por continuar ali. Quando ele decidiu partir, levou consigo sua única e melhor amiga, Graynné Llyr .

  • Descoberta: Ele tinha 9 quando descobriu seus poderes pela primeira vez. Teve um grande discussão com outras crianças Romanis e seus pais, sobre um livro que seu avô havia deixado para Íris. Ele havia visto o livro na mão dos pais de uma das crianças e foi pedir o livro de volta. Quando eles mentiram dizendo que não pertencia a Íris e nem a Seth, contando uma história mirabolante, ele simplismente sabia que era a maior mentira do mundo, e isso desencadeou uma briga e quase expulsão da família.

  • Vida de Campista: Chegou no acampamento com no dia que fazia 12 anos. Completam 7 anos que ele convive com as pessoas, tem amigos e vê sua mãe assim que pode. Sempre comunicativo o suficiente, fala com todos, tem amigos, colegas, conhecidos, companheiros, flertes, de tudo um pouco, graças a sua lábia e fala mansa, sempre dizendo o que os respectivos filhos de outros Deuses querem ouvir e assim conquistando-os aos poucos.
    Preguiçoso ao extremo, mas ao mesmo tempo extremamente prestativo se lhe pedirem algo. Não resiste em se meter, por isso sempre ajuda quando é chamado. Dá palpites e ótimos conselhos, por vezes faz trabalhos para os filhos de Afrodite, quando lhe pedem para descobrir quem mentiu sobre achá-los maravilhosos, ou coisas fúteis, para os filhos de Ares, descobrem se os de Afrodite andam vadiando por aí, para os de Dionísio, consegue vinho, e assim por diante.
    Saiu em três missões, a peimeira um fracasso total, a segunda por sorte foi realizada com louvor e a terceira a mais normal, voltou vivo.

  • Vida de Mortal: Basicamente a mesma personalidade e convivência que no acampamento. Mesmo com a Dislexia e o Transtorno de déficit de atenção, é popular em todas as inúmeras escolas que passou. Sempre ajudando a todos, sempre utilizando a lábia e simpatia, cativa a muitos.
    No acampamento Romani, tinha apenas uma amiga, que após os ataques, descobriu ser também ''especial'', como Seth.
    Graynné foi o nome dado a ela, como na lenda Irlandesa, de "Graynné & Diarmuid". Não se sabe se apenas pelos nomes, ou por algo superior, mas ambos se gostavam e não se desgrudavam, Seth protegia Graynné e ela como sempre, não conseguia largar dele.

  • Missões: Esteve em 3 missões.

  • Primeira Missão: Thomas Smithson [EM BREVE DESCRIÇÃO]

  • Segunda Missão: Uma raposa gigante estava atacando a Filadélfia, a névoa fez o povo e a mídia acreditar que um tigre havia fugido do zoológico da cidade. O Acampamento reuniu três heróis para enfrentar a Rapousa Teumessian, que dizia as lendas nunca poderia ser pega.

    O líder da missão foi Larry, e ele foi ouvir as profecias da Oráculo que dizia:

    “Procurar deve para encontrar o Caçador Paradoxal
    Cercada pelas muros de heras e saber.
    Um herói apontará para sempre para seu mal”


    Não demorou muito para descobrirem que o Caçador era o cão Laelaps, que dizia as lendas que sempre pegava sua caça. A Laelaps na verdade era uma estátua de buldogue, que estava como o mascote da Universidade Yale, o “Handsome Dan”. Mas como o cão era de pedra, era preciso transforma-lo em animal novamente, e a única coisa capaz disso era o sangue da Medusa. A encontraram e a enfrentaram, mas durante a luta uma das cobras-cabelo da Medusa mordeu o dedinho da mão direita de Larry, que virou pedra. Ela tentou fugir, mas Larry subiu em cima do capo do carro dela e matou cortando a cabeça dela com a antena de carro que Atena transformou em lança, e fez tudo isso olhando pelo retrovisor.

    Durante a missão, Seth ajudou a enfrentar Medusa, quando Larry foi mordido, mas acabou fora da briga, confiando a Larry vencer a batalha.

    Usaram o sangue da Medusa na estátua do buldogue e o levaram para Filadélfia, e o lançaram atrás da raposa. Mas o ser que nunca era pego conta o ser que sempre pegava criou-se um paradoxo, e novamente os deuses resolveram questão transformando ambos novamente em estátua.

  • Terceira Missão: [EM BREVE DESCRIÇÃO]

    Físico


  • Altura: 1,79 m
  • Peso: 76 Kg
  • Cor dos Olhos: Verdes
  • Cor do Cabelo: Castanho Claro
  • Corpo: Médio, tem músculos mas nada exagerado, algo um tanto quando bonito, por serem definidos no seu próprio tamanho. Tem a pele branca, mas se ficar uma hora no sol, acaba moreno.
  • Vestimenta comum: Jeans, camisetas, casacos, botas, roupas normais, para uma pessoa que cresceu sem muito.

    Personalidade


    Apesar de sua Dislexia e DDA, é tranquilo. Gosta de deitar na grama e tirar longos cochilos, sempre sorrindo, é muito raro vê-lo irritado, mas sabe brigar, apesar de preferir correr. Adora mentir, não por maldade, mas pelo prazer de ver a reação das pessoas quando conta suas incríveis histórias, por isso é considerado pouco confiável, até que saia em missão com alguém, ou convivam com ele para conhecer seu jeito, acreditando que ele é extramamente fiel aos amigos, apesar de sua falha.
    Gosta de conversar, sempre falando um um tom irônico, por mais séria que seja a situação, sempre faz piadas e tenta mudar de assunto, é muito despreocupado e consegue rir de basicamente tudo.

  • Gosta: Dormir. Ler sobre História. Mentir para as pessoas. (...)
  • Odeia: Pessoas que se acham mais espertas que ele. Pessoas burras, literalmente burras. (...)
  • Medo: Harpias, graças ao trauma que passou quando uma delas o encontrou & Atazagorafobia.

  • Ponto Fraco: Por sempre mentir, poucas vezes se perde e acaba se metendo em situações que podem acabar muito mal.

    Círculo de Contatos


  • Amigos: É amigo de basicmente todos, tem desentendimentos, mas nada que o faça inimigo de alguém, pois adora conversar, contar piadas e se divertir com os colegas de acampamento.
  • Relacionamentos: Grainné Llyr, é sua namorada, entretanto, Seth nunca se esqueceu de Anthea Gray, com quem namorou e tirou a virgindade, assim como com Grainné. Ele sempre gostou muito de Grainné e demorou para reconhecer que o que sente por ela, nada mais é que amizade ou um amor de irmão mais velho. Não terminou com ela, talvez não o faça, mas sem perceber acaba por vezes se distanciando dela e a tratando com mais carinho e afeição que amor e paixão.

    Já ficou com muitas meninas do acampamento, incluindo Zoe Collins, com quem ficou brevemente, Stoya Anchises, que basicamente o molestou no navio, mas nunca se apegou, sendo esse seu jeito, gostando de se divertir, contar piadas, até a menina cair na dele e depois ir vadiar em outro lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Seth Jones (Hermes)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» NINGUÉM LUCRA COM O MAL - Hermes / Maurício de Castro
» A História das seitas-Jim Jones.
» Jim Jones e sua seita

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Administração :: Controle de Personagens :: Fichas-
Ir para: